Como morar na Europa: 10 dicas de planejamento

17
113

Atualizado em

Neste artigo vou abordar Como morar na Europa e as etapas para escolher um país para viver. É uma mudança drástica que exige um bom planejamento para que dê certo.

Nós já moramos na Nova Zelândia, Itália, Alemanha e hoje moramos na Inglaterra. Já passamos por diversas experiências e damos as melhores dicas para você morar no exterior tranquilamente e com sucesso! Confira mais no vídeo!

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Como morar na Europa: Passo a passo

No vídeo abaixo falamos bem certinho todo o processo de como morar na Europa e fazer a sua escolha:

 

1 – Descobrir o país que vai morar

Parece fácil escolher o país para morar fora do Brasil né. Muita gente se baseia no sonhos de morar em tal lugar, mas aí não pesquisa como é o processo para viver lá. Eu tinha o sonho de morar na Alemanha e que se transformou num pesadelo como contei neste vídeo Porque fui embora da Alemanha

O ideal é você fazer uma busca completa pelos países que deseja morar e aí fazer uma lista de pontos positivos e negativos. Precisa ver o lado ruim que muita gente esconde!

Pesquise aqui no Apure Guria mesmo e no google, Youtube, outros blogs de viagem e grupos do Facebook sobre:


  • Como é morar no país
  • Pontos positivos e Negativos
  • Quais cidades vale a pena
  • Costumes e hábitos dos nativos
  • Saiba mais sobre o clima
  • Preços no mercado, aluguel…
  • Situação do país com o coronavírus
  • Oportunidades de emprego

É importante destacar o clima! Para brasileiros acostumados com o calor, pode ser um choque chegar em outro país com temperaturas negativas durante vários meses e poucas horas de luz durante os dias de inverno.

Confira também: Melhores países do mundo para estrangeiros

 

2 – Tipos de visto para morar na Europa

Esse é um passo de Como morar na Europa pode ser definitivo na sua escolha. Alguns países facilitam a entrada de brasileiros e o visto pode ser mais fácil, como falei neste artigo 5 PAÍSES FÁCEIS para brasileiro morar e trabalhar: vistos e salários

Já outros complicam bastante e o processo pode ser caro, demorado e até com exigência de exames físicos como raio x do pulmão no caso da Austrália.

Nunca vá morar fora sem o visto! Sua vida pode complicar muito se você não tiver documentos e viver ilegal. Veja mais aqui Morar ilegal na Europa: o menor dos problemas é a deportação

Normalmente os vistos mais comuns para morar na Europa são:

A – Como morar na Europa com Cidadania europeia

Quem tem a cidadania europeia já sai com vantagem para morar na União Europeia e em outros países como Austrália, Nova Zelândia, Canadá e até Estados Unidos. Os acordos entre esses países são mais fáceis do que com a cidadania brasileira. Então quem tem passaporte europeu, é só vir pra Europa e deu. Além disso, a cidadania europeia garante a residência do seu cônjuge e filhos pelo visto familiar. Veja 5 formas para conseguir a Cidadania Europeia

Para o Europeu que vai morar no Reino Unido, será necessário fazer o Pre Settled Status online e já que o UK não faz mais parte da União Europeia. Leia mais sobre o O que muda para brasileiros com o Brexit.

Meu cartão residência na Inglaterra
Meu cartão residência na Inglaterra

B – Como morar na Europa como Estudante

Muitos brasileiros adotam esse visto para estudar e trabalhar em outro país como a Irlanda, Austrália e Nova Zelândia. O processo é relativamente simples, porém caro já que é necessário contratar um curso toda vez que o visto for expirar. Aplica para cursos acima de 6 meses. Veja Como é morar na Irlanda como estudante

O visto de trabalho pode ser difícil de conseguir já que muitas empresas sofrem barreiras burocráticas para contratar estrangeiros. Muitos países impõem normais que exigem que empreguem locais e, caso você tenha alguma habilidade que nenhum local tem, aí sim a empresa “patrocina” o seu visto. É difícil e custoso pra ela passar por isso se não tiver uma garantia que você será sim aprovado pelo governo.

A área de TI é uma que se destaca na Europa e você encontra várias vagas em sites especializados e no próprio Linkedin. Apresente projetos e um curriculo interessantes e que despertem a curiosidade das empresas para te chamarem para uma entervista. Algumas podem até te contratar ainda no Brasil para trabalhar remoto até sua mudança. Você precisa se destacar.

Alguns países oferecem vistos bem diferentes para aposentados, empreendedores, artistas… então vale a pena pesquisar no site do governo de cada país para ver em qual você se encaixa melhor.

Confira Tipos de trabalhos para brasileiros na Europa: salários e dicas



3 – Quanto custa morar na Europa

Isso vai variar muito conforme o seu estilo de vida e também a cidade que irá escolher. Se você gosta de sair e fazer festa, o ideal é morar em uma cidade grande, porém os custos são bem maiores. Já cidade menor pode ser legal para casais e famílias por serem mais tranquilas. Esta é a etapa fundamental que irá definir o caminho do seu planejamento de O que fazer antes de mudar de país.

Eu falo mais detalhado neste artigo Quanto custa morar na Europa e neste vídeo abaixo

Pesquise em blogs de pessoas que moram na cidade e também no Numbeo que deseja morar os custos de:

  • aluguel
  • luz
  • água
  • internet
  • imposto

Eu recomendo levar uma quantia de 6 meses para não passar perrengue. É possível sim levar menos, mas digo que não é nada fácil!

Veja também: Os Países mais caros para morar: o seu está na lista?

4 – Salários e empregos

Será que a sua área é bem valorizada no país que vai morar? Leve em consideração que muitos empregos estão perdidos e demoraram a se recuperar por causa da crise do coronavírus. Países como Espanha e Portugal foram bem afetados e muitos nativos estão sem empregos, então será difícil contratarem estrangeiros e se prepare para trabalhar fora da sua área.

Alemanha e Reino Unido estão melhores nesse quesito. Aqui na Inglaterra o salário mínimo por hora é de 8,20 libras e você não paga imposto sob o salário até 12500 libras por ano. Acima disso o valor varia conforme quando você ganha.

Também pesquise sobre quanto de imposto você paga no salário já que alguns países comem muuuito dele como é o caso da Suíça, Holanda, Bélgica e Alemanha. Nós fizemos uma comparação com pontos negativos e positivos entre morar na Alemanha e na Inglaterra!

Veja os 10 Países mais baratos para morar na Europa

Veja também se o sistema de saúde é gratuito ou não e se você precisa pagar um seguro saúde como em Portugal, Estados Unidos e Alemanha.

Algumas grandes empresas estão localizadas em cidades menores e são vantajosas pelo salários atrativos e custos menores em aluguel. Veja como é morar em uma cidade no interior da Inglaterra no vídeo abaixo

5 – Entender o idioma

Este passo é muito importante para facilitar a sua vida no país que escolheu para morar. Falando pelo menos o básico do idioma local já facilita e muito na sua vida, não somente na hora de tirar o visto, como também para alugar a casa, evitar perrengues e fugir dos golpes. Todo o processo desta lista Como morar no exterior fica muito mais fácil falando o idioma.

Em alguns países como Alemanha e Inglaterra, o próprio governo oferece um curso de línguas para imigrantes e sem custos. No entanto o nível desse curso vai depender das pessoas da turma, não é nada muito puxado digamos assim.

6 – Se puder faça um intercâmbio

Uma das melhores maneiras de conhecer melhor um país é morar lá por algum tempo e se você puder combinar com os estudos do idioma, será excelente! Assim você tem uma ideia de como é a cidade, se irá se adaptar, se há empregos e talvez consiga algumas dicas de quem já está lá.

20 países para viajar sozinha
Visitei Milford Sound na Nova Zelândia durante meu intercâmbio

Fazer um intercâmbio é caro, mas será um custo bem menor do que se você tem uma família e se muda totalmente. Quando chega lá acaba não gostando e etc. Foi o que aconteceu comigo na Nova Zelândia: queria muito morar lá e quando fui estudar descobri que não era pra mim hhaheauheuaheau

Lembre-se também que a experiência como estudante é diferente de imigrante, o qual normalmente tem muitas dificuldades. Veja como foi meu Meu estágio na Alemanha em Design pelo Goethe Institut

7 – Lidar com saudades

Se você é uma pessoa muito apegada à sua família e amigos, pode ser muito difícil morar longe. O desapego é complicado e até pode ser necessário conversar com um psicólogo sobre isso.

A diferença de fuso horário também influencia já que nem sempre a sua família estará acordada quando você quer conversar. Quando morei na Nova Zelândia, a diferença era de 15 horas para o Brasil. Meu dia já tinha acabado enquanto o dia da minha família estava começando.

8 – Economizar para fazer acontecer

Pode demorar muito tempo até você conseguir o dinheiro para se mudar, então eu sugiro estabelecer uma meta em dinheiro e também uma data. Dessa forma fica muito mais fácil você se esforçar para atingi-la seja fazendo alguns trabalhos extras, vendendo docinho, vendendo água na praia e por aí vai.

Também poderá vender móveis, roupas e eletrônicos para a mudança conforme essa data vai chegando.

9 – Fazer os preparativos!

Chegou a hora de separar todos os documentos necessários para a sua viagem:

  1. Passaporte
  2. Certidão de Casamento
  3. Extratos bancários
  4. Contrato de emprego
  5. Comprovantes de transferências

Também é interessante fazer uma Procuração para alguém da sua família caso precise resolver algo do banco por exemplo.

Caso você precise fazer a sua cidadania antes será necessário alguns como:

  1. Passaporte
  2. Certidão de nascimento, casamento e óbito de todas as pessoas antes de você até o antenato
  3. Certidão de batismo ou nascimento italiana do antenato
  4. Negativa de naturalização do antenato

Isso varia de caso a caso, esses documentos acima alguns que o Jean apresentou para a cidadania italiana.

Também chegou a hora de fazer as malas! No vídeo abaixo eu falo sobre o que vale a pena trazer do Brasil para cá e o que deixar ou vender e leia mais no artigo Não leve na mala para morar fora do Brasil

10 – Morar na Europa não é fácil

Não crie expectativas pois a morar no exterior não é fácil. Tem situações que você nunca imaginou passar e que realmente pode acontecer. Mas se não der certo e você tiver que voltar, não se abale. Isso já aconteceu comigo 2 vezes. Não é um fracasso voltar para o Brasil. Você pode tentar novamente. Você foi lá e tentou, não ficou imaginando como seria. Não desista!

Vale a pena mencionar que o seu nível de conforto pode ser outro. Muitas vezes mora em uma casa menor, paga caro no aluguel, divide a casa com pessoas indesejáveis…

Gostou desse artigo sobre Como morar na Europa?

Salve no Pinterest e compartilhe com amigos.

10 dicas para morar no exterior
Pin 10 dicas para morar no exterior
Viaje com a Angie Faça sua reserva através dos parceiros do blog! VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão. Obrigada!
CONTA BANCÁRIA NA EUROPA
Com Transferwise você economiza dinheiro durante o intercâmbio ou morando em outro país. Veja como transferir dinheiro para o exterior.

PRESETS APURE GURIA
Conheça minha coleção especial de filtros para celular e deixe suas fotos mais vibrantes com apenas um clique!

SEGURO VIAGEM
O Seguro Viagem é obrigatório em muitos países, faça a cotação com a Real Seguros e garanta melhor custo benefício. Desconto de 10% exclusivo para leitores! Veja por que viajar com Seguro Viagem.

HOSPEDAGEM
Os melhores hotéis e hostels em um só lugar com cancelamento gratuito. Conheça o Booking.com!

AIRBNB
Alugue apartamentos ou quartos com preços especiais, ótimos para quem viaja em grupo! Reserve no Airbnb e ganhe R$180 de desconto na sua primeira hospedagem.

INGRESSOS
Fuja das filas nas maiores atrações no mundo adquirindo com antecedência e pagando com cartão de crédito ou Paypal no Get Your Guide.

AULA DE IDIOMA COM PROFESSOR NATIVO
Aprenda qualquer idioma em casa com aulas virtuais e preços acessíveis. Ganhe 10 USD de desconto na sua primeira compra na plataforma do Italki!

VOLUNTARIADO NA VIAGEM
Torne-se voluntário por alguns dias na sua próxima viagem, troque experiências, conheça pessoas novas e economize dinheiro! Conheça o Worldpackers! Leitores do Apure Guria ganham 10 USD de desconto!

CONHEÇA TODOS OS SERVIÇOS DO BLOG!

17 COMENTÁRIOS

  1. Amei seu post, um verdadeiro guia para quem pretende morar na Europa e ir se preparando, com todos os detalhes e as verdades que às vezes não encontramos tão facilmente. Importante contar com a experiência de quem já passou por tudo isso e pode recomendar sobre os cuidados e o que esperar dessa aventura.

  2. Excelente texto, muitos almejam morar fora, pensam muito nos sonhos e realizações, mas há muitos perrengues e dificuldades também! Seu texto dá estes importantes aletras que devem ser levados em consideração. Também acredito que a questão do emprego tenha afetado a todos no mundo todo, e isso, certamente dificultará o ingresso de brasileiros em outros países. Parabéns pelo texto!

  3. Minha cidadania italiana tá quase saindo e eu já tô mega ansiosa pra ir morar na Europa. Mas encalhei na sua primeira dica, não consigo escolher um país kkkkk. O post está ótimo, obrigado pelas dicas!

  4. Morar no exterior realmente exige muito planejamento. Já dá um trabalhão mudar de casa, imagina de país! rsrs
    Fora isso realmente morar da Europa significa dar de cara com muitas mudanças culturais e é preciso saber bem onde está pisando antes de embarcar somente com a cara e a coragem. Muito boas todas as dicas!

  5. Eu também acho que o intercâmbio é a melhor forma de você ter as primeiras impressões do destino, sem ter que fazer uma mudança completa. Não sabia que a Nova Zelândia tinha reciprocidade com a cidadania europeia, eu sou portuguesa. Mas fiquei em choque, quando disse que não gostou de lá. Sou apaixonada para conhecer a região e primeira vez que leio alguém negando a Nova Zelândia. Fiquei bem curiosa em saber o porquê.

    • oi Dani, não curti pois é uma vida mais tranquila e fica longe de tudo (em relação a visitar outros países, o mais próximo seria Austrália lógico).. então nem se compara a posição onde moro atualmente que poderia viajar pra vários lugares em poucas horas.
      NZ também é um pouco fechada em relação aos estrangeiros e o preço para morar lá é bem alto. Compensa muito se conseguir comprar um carro para explorar as montanhas, parques e a natureza exuberante do país

  6. Morar na Europa é um sonho de muitas pessoas. Confesso que não é o meu… Mas minhas cunhadas foram há mais de um ano e tem sido difícil para elas lidar com a saudade. Fato que deve ser levado em consideração na hora de planejar a mudança. Gostei de vc ter abordado isso

  7. Muito bom ler seu post… A maioria das pessoas que vai morar na Europa só mostra a parte fácil e faz a gente esquecer de todos os desafios envolvidos. Com certeza não é para qualquer um e não pode ser feito sem o planejamento necessário! Adorei conhecer as suas experiências!

  8. Já morei na Inglaterra por conta de um curso q meu marido foi fazer e me apaixonei por este país . Quero muito voltar e essas suas dicas de como morar na Europa vai me ajudar bastante! Obrigada por compartilhar.

  9. Acho fundamental conhecer um pouco do país antes de se mudar de vez, pois a realidade nem sempre corresponde ao sonho. Já quis morar na Europa e cheguei até a fazer planos, muitos anos atrás, quando o acesso às informações era bem mais complicado. Hoje já não sei se teria coragem, mesmo com o Brasil nessa situação… quando temos filhos a coisa fica bem mais complexa. Achei seu post ótimo, bem realista, exatamente o que alguém que quer se mudar para a Europa precisa ponderar antes de se arriscar.

  10. Acho muito importante o último tópico – enfatizar que morar na Europa ou qq lugar fora do Brasil – não vai ser um mar de rosas 100% do tempo pq em 2020 ainda tem gente iludida achando q é fácil… E a importância de já ir se familiarizando com o idioma o mais rápido possível pq esse fator influencia demais na adaptação! Se sabendo o idioma não garante o sucesso, sem saber é praticamente garantia do fracasso! rs

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here