Morar ilegal na Europa: o menor dos problemas é a deportação

6
236

Atualizado em

A cada dia que passo recebo mais mensagens sobre pessoas que querem morar ilegal na Europa. Me perguntam como faz mas não pensam nos problemas e nem nas situações que poderão se sujeitar. Morar fora do Brasil sem visto é viver com medo.

Eu moro legalmente na Inglaterra, tenho residência para cinco anos. Conheço alguns imigrantes brasileiros que vivem ilegais e posso dizer que não é fácil. Muitas vezes eles escondem os problemas, querem mostrar que estão “se dando bem”quando na verdade estão fodidos, perdão pela palavra. Não há direitos e prejudicam todo o resto que quer viajar e vir legal.

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Nesse artigo exploro os pontos negativos de viver ilegalmente na Europa e algumas situações que os imigrantes brasileiros se sujeitam por não ter papéis. Falo mais neste vídeo.

Como é Morar ilegal na Europa: riscos e consequências

Primeiramente é importante destacar a diferença entre ilegal e irregular:

  1. irregular: pessoa que veio com visto mas deixou vencer e precisa renovar
  2. ilegal: pessoa que veio como turista e não foi embora após o período permitido

A pessoa que está irregular tem os direitos de qualquer imigrante legal: pode trabalhar, ter aposentadoria, auxílios. Já o ilegal não.

O poder da ostentação

Muita gente fica ilegal na Europa porque acaba se apaixonando pela cultura e deseja mudar de vida a todo custo. Alguns já vem com essa ideia na cabeça, movidos principalmente pela capacidade “comprar mais coisas” com o dinheiro aqui. Um exemplo clássico é o valor de um carro usado que pode custar umas 800 libras, enquanto no Brasil custará uns 8 mil reais por exemplo.

O poder de compra é gritante, no entanto, as situações que você passa até comprar o “sonhado carro para ostentar nas fotos do instagram” são péssimas. A sua família e amigos no Brasil acham que você está vivendo no paraíso, mas não sabem o inferno da realidade.

O imigrante pula pula que se diz legal

Várias pessoas também ficam viajando entre o Reino Unido, países da zona Schengen e países fora dela para “renovar o carimbo” no passaporte. Ou seja, fica o tempo máximo permitido em cada lugar e depois troca para poder voltar. E ainda fazem propaganda que “vivem legalmente na Europa há anos” dessa forma.


Isso é permitido desde que seja como TURISTA. Não é permitido trabalhar!

As consequências de viver ilegal na Europa

Lembrando que além da sofrer a deportação, ao morar ilegal na Europa, você pode ganhar uma multa e não poderá retornar ao país durante vários anos. Fica marcado no seu passaporte e, mesmo que você troque, essa informação estará no sistema. Tudo é compartilhado. Isso pode te impossibilitar de ganhar vistos futuros, como o dos Estados Unidos por exemplo.

E sim, você perderá tudo o que construiu nesse tempo que ficou ilegal aqui.

No vídeo abaixo falo mais sobre como é viver ilegal na Europa, clique para assistir.

1 – Insegurança e medo

Acredito que a pior parte seja sempre estar medo diariamente. “E se me pegarem, me descobrirem”. Qualquer deslize pode te delatar: uma briga dentro de um bar, um ticket inválido no metrô ou furto na sua casa. São coisas simples que você não poderá pedir auxílio pois precisará entregar seus documentos à polícia para fazer um B.O por exemplo ou pagar a multa do metrô.
Sem falar nas “batidas” no lugar de trabalho, quando a polícia entra em um bar pedindo os documentos dos trabalhadores.

2 – Trabalhos ruins

Muita gente evita contratar trabalhadores que estão ilegais, justamente porque está correndo riscos como multa trabalhista, ser preso sem fiança e até fechamento do estabelecimento. Mas quando contratam, na maioria dos casos, são pessoas da mesma nacionalidade que acabam contratando ilegais recém chegados para explorá-los. Em vez de pagar o salário de 8 libras a hora, pagam muito menos, como 3 ou até 1,50 (sim, isso aconteceu).

Além disso, não há um contrato e o chefe pode dar calote se ele quiser. As horas são abusivas, podendo ser turnos de 12 horas por exemplo.

3 – Sem direitos

Ao optar por vive ilegal na Europa, você não tem direito à aposentadoria, férias, auxílio caso seja demitida ou ficar grávida. Em muitas casos não tem direito ao sistema de saúde, tendo que recorrer à medicos particulares e pagar uma grana por cada consulta ou exame.
Em alguns países não consegue matricular os filhos na escola, não tem como se especializar em uma faculdade ou até fazer os cursos gratuitos de idiomas ofertados pelos governos.

Claro que há exceções, como por exemplo Portugal que concedeu acesso à saúde a todos os imigrantes durante essa pandemia. É muito melhor que todos tenham acesso e sejam ilegais do que estejam mortos não é mesmo.

Meu cartão residência na Inglaterra
Meu cartão residência na Inglaterra

4 – Sem viagens

Morar ilegal na Europa é renegar o melhor da Europa: poder viajar entre vários países. Mesmo que você more em algum país da Zona Schengen, como a Alemanha por exemplo, terá dificuldades para viajar para Áustria, França, Dinamarca e todos os outros pois a polícia sempre aparece uma hora ou outra ao cruzar a fronteira.

A Zona Schengen e a União Europeia estabeleceram que não haveria fronteiras entre os países, ou seja, menos burocracia, menos imigração para quem já está dentro dela. Mas isso não quer dizer que não tenha fiscalização. Eu já passei por vários trajetos em que a polícia pediu o passaporte de todos dentro do ônibus e no trem. No avião já é praxe, pois os funcionários verificam o visto antes de você embarcar.

Já fiquei mais de uma hora parada dentro do ônibus enquanto os policiais italianos pesquisavam passaporte por passaporte no sistema. Mesmo eu tendo o cartão residência, eles conferem a data do carimbo no passaporte.

5 – Incerteza na moradia

Quem vive ilegal na Europa normalmente alugam quartos ou casas diretamente com algum conhecido da mesma nacionalidade. Sublocar um lugar é proibido em diversos países e você pode estar sujeito a despejo a qualquer hora. Um contrato feito diretamente entre “locador” e o inquilino ilegal sem intermédio de uma imobiliária legalizada não tem muito valor. Outra coisa para avaliar é que qualquer problema da casa como goteira, móvel quebrado, chuveiro queimado, poderá não ser resolvido por quem te alugou.



Além de você ficar no olho da rua, poderá ficar sem o seu depósito ou até mesmo os aluguéis adiantados que pagou. Mais um calote. Aqui na Inglaterra existe o Deposit Scheme, um sistema que protege o seu dinheiro e garante que será retornado quando você sair da casa.

6 – Desconfiança em morar ilegal na Europa

A primeira pergunta que muitos brasileiros fazem à recém chegados é “Como você veio pra cá?” justamente para saber se você é ou não ilegal. Muitas vezes as pessoas demonstram muito interesse em te ajudar, porém não tem essa intenção verdadeira. Podem querer ganhar comissão do aluguel em cima de ti, por exemplo, ou até te denunciar caso você não faça algo, a famosa chantagem.

Também querem que você os ajude mais que o combinado. Como cuidar da criança 4 horas por dia, porém a pessoa demora pra chegar em casa por causa do trânsito e ai são 8 horas. E você não ganha desconto no aluguel por essas horas extras. Sem falar no vizinho que pode te denunciar.

Sim, existem pessoas boas, mas é necessário sempre agir com cautela até que você as conheça melhor.

Conclusão sobre morar ilegal na Europa

Não vale a pena correr todos esses riscos e viver sem saber se estará bem amanhã, sem ter qualquer certeza. Pode ser que tudo o que você construir nesse tempo caia abaixo se for descoberto. Você perderá tudo. Não é uma experiência com frutos positivos. Não tem por que de você se sujeitar a condições ruins.

Tem famílias que vivem em condições deploráveis e não tem como voltar ao Brasil. Em alguns casos a deportação pode ser a salvação para recomeçarem certo.

Se eu já tive vários problemas morando aqui legalmente, imagina quem mora ilegal na Europa! Não recomendo de jeito algum!

Pesquise formas de viver legal na Europa, busque alternativas como

  1. intercâmbio de estudo e trabalho na Irlanda
  2. curso de idioma e estágio na Alemanha
  3. bolsa de estudos na Europa,
  4. um contrato em alguma empresa da sua área como TI
  5. formas de conseguir cidadania europeia
  6. Trabalhos temporários de viagem como instrutor de mergulho ou snowboard

Não é fácil, custa tempo e dinheiro, mas compensa muito mais MORAR LEGAL NA EUROPA.

Leia também

5 PAÍSES FÁCEIS para brasileiro morar e trabalhar: vistos e salários

Tipos de trabalhos para brasileiros na Europa: salários e dicas

Quanto custa morar na Europa

Salve no pinterest

PIn Viver ilegal na Europa: consequências e riscos
PIn Viver ilegal na Europa: consequências e riscos
Viaje com a Angie Faça sua reserva através dos parceiros do blog! VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão. Obrigada!
AULA DE IDIOMA COM PROFESSOR NATIVO
Aprenda qualquer idioma em casa com aulas virtuais e preços acessíveis. Ganhe 10 USD de desconto na sua primeira compra na plataforma do Italki!

PRESETS APURE GURIA
Conheça minha coleção especial de filtros para celular e deixe suas fotos mais vibrantes com apenas um clique!

DINHEIRO NO EXTERIOR
Com Transferwise você economiza dinheiro durante o intercâmbio ou morando em outro país. Veja como transferir dinheiro para o exterior.

SEGURO VIAGEM
O Seguro Viagem é obrigatório em muitos países, faça a cotação com a Real Seguros e garanta melhor custo benefício. Desconto de 10% exclusivo para leitores! Veja por que viajar com Seguro Viagem.

HOSPEDAGEM
Os melhores hotéis e hostels em um só lugar com cancelamento gratuito. Conheça o Booking.com!

AIRBNB
Alugue apartamentos ou quartos com preços especiais, ótimos para quem viaja em grupo! Reserve no Airbnb e ganhe R$180 de desconto na sua primeira hospedagem.

INGRESSOS
Fuja das filas nas maiores atrações no mundo adquirindo com antecedência e pagando com cartão de crédito ou Paypal no Get Your Guide.

VOLUNTARIADO NA VIAGEM
Torne-se voluntário por alguns dias na sua próxima viagem, troque experiências, conheça pessoas novas e economize dinheiro! Conheça o Worldpackers! Leitores do Apure Guria ganham 10 USD de desconto!

CONHEÇA TODOS OS SERVIÇOS DO BLOG!

Travel blogger e designer aspirante à muitas coisas e com PhD em zuera, não dispensa uma aventura cheia de desafios e tragédias. Nas horas vagas joga games, canta e planeja as próximas viagens.

6 COMENTÁRIOS

  1. É difícil julgar as escolhas de cada, por isso, evito. Entretanto, sempre penso o que motivas as pessoas a se tornarem imigrantes ilegais, vivendo muitas vezes de modo muito ruim. Por isso, insisto: não tenho direito de julgar!

    Muito bom você, que vive aí, informar sobre os problemas e riscos por morar ilegal na Europa. É bom saber o que se vai enfrentar, quando se resolve fazer uma escolha. Eu acredito que jamais me colocaria numa situação de ilegalidade, mas minha vida no Brasil, com todos os inúmeros problemas que já conhecemos, está longe de ser ruim.

    Além do mais, ostentar não é mesmo minha praia! rsrsrrss

  2. Adorei que você mostrou a realidade sobre os riscos e perrengues de se morar ilegal na Europa.
    Vejo muita gente “iludida” achando que será apenas vida boa, sendo que essa não é a realidade em praticamente nenhum lugar do mundo!

    Particularmente, eu não conseguiria morar ilegal em outros países. Ficaria louco de medo que algo desse errado…

    Abraço!

  3. Morar ilegal em um lugar que mal conhecemos deve ser um pesadelo. Se já andamos com medo da violência, imagina ter medo de ir embora do nada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here