O lado ruim de trabalhar como blogueira de viagem

0
252

Atualizado em

Todo trabalho tem um lado bom e um lado ruim. Trabalhar como blogueira de viagem, ser “criadora de conteúdo digital”, “influencer” ou youtuber de viagem não poderia ser diferente. O Apure Guria nasceu em 2013, mas foi só em 2015 que o transformei num negócio mesmo, que investi para ser o meu trabalho.

É legal “viajar a trabalho”, muitas vezes é divertido e eu gosto bastante. Porém tem o lado que vocês não vêem por trás das câmeras. Parece um trabalho dos sonhos, mas é bem puxado e precisa aguentar o pique.

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Vou contar exatamente como é trabalhar como blogueira de viagem, sobre o meu processo de criação de conteúdo durante e depois de viajar, equipamentos e dicas! Lembrando que eu moro na Inglaterra, tenho endereço fixo e não sou nômade digital. Assista o vídeo!

O lado ruim de trabalhar como blogueira de viagem

1 – Planejamento

Essa parte da viagem vocês também faço, porém eu preciso fazer com muito mais cuidado. Planejar uma viagem leva tempo:

  • descobrir as melhores atrações
  • criar o roteiro
  • pesquisar melhor época
  • comprar passagens de avião, ônibus, trem
  • reservar hotéis
  • comprar ingressos

E não é só isso: preciso fazer uma viagem que seja interessante para vocês, repleta de coisas legais e que condiz com o público. Não dá para fazer uma viagem de luxo sendo que vocês esperam todos os perrengues aheuahuea

Além disso sempre vai ter coisa que dá errado e é preciso ser flexível, principalmente em relação ao tempo. Pode chover muito e aí precisa ser criativo para criar um conteúdo e aproveitar o dia… ou simplesmente não trabalhar com filmagem, ficar no hotel escrevendo. Ou ainda você subir uma montanha no Peru e achar que não vai sobreviver, veja essa tragédia sobre a Laguna Wilcacocha.

No vídeo abaixo mostro mais detalhes sobre como é trabalhar como blogueira de viagem e criação de conteúdo para internet, clique para assistir!


 

2 – Transporte

Perdemos muito tempo dentro de um avião viajando de um lado para outro. Tem blogueiro de viagem que consegue escrever dentro do avião ou do trem, eu já sou exceção. Fico tonta (mais do que eu já sou kkkk). Se você for analisar, essa parte contaria no expediente de quem trabalha com viagem.

Não são apenas as horas dentro do avião, tem as horas para chegar no aeroporto, espera lá, imigração e por aí vai. Sem falar que já chega no destino trabalhando (quando já não grava algo dentro do avião).

Ah e claro que o transporte pode dar perrengue, como foi o caso do pneu furado que nos deixou 4 horas perdidos no deserto do Atacama indo para as Lagunas Altiplânicas (mostro no vídeo).

3 – Equipamento de um youtuber de viagem

Talvez a parte mais penosa para um youtuber de viagem: o peso das câmeras. Algumas pesam mais de um quilo e isso vai pra mochila, tanto na hora de despachar quanto na hora de curtir o lugar da viagem mesmo. Pode dar mais de 5 quilos facinho. Olha o que vai na mochila:

  1. Câmera DSLR
  2. Lentes diferentes
  3. GoPro
  4. Drone
  5. Controle do drone
  6. Diversos carregadores
  7. Tripé
  8. Notebook
  9. Cartão de memória
  10. Dome para fotos aquáticas
  11. Microfone
  12. Adaptador de tomada

É muita tralha! Então precisa fazer uma “auditoria” do que levar na viagem, especialmente se for no estilo mochilão com trilha. Sem falar que o peso também influencia se você precisará despachar ou não a bagagem.

equipamentos blogueira de viagem youtuber
Equipamento de youtuber de viagem

E esses equipamentos são caros e precisam dê um upgrade de tempos em tempos para que seus vídeos fiquem cada vez melhores.

Se você tem interesse em trabalhar com isso, confira os artigos relacionados à fotografia

4 – Trabalho durante a viagem

Criação de conteúdo em vídeo

Gravar os vídeos durante a viagem precisa de um preparo. Saber da história para poder transmitir as informações de forma precisa e que seja interessante para quem assiste. Se você não tiver um equipamento top de linha, como eu, várias coisas podem atrapalhar a filmagem: vento, trânsito, chuva, pessoas falando muito alto… Nesse caso precisa achar uma alternativa durante a edição.

Em seguida grava alguns stories pro instagram, mas lembra de salvar depois porque você pode se confundir e falar algumas coisas que não falou no vídeo pro Youtube.

Tirar muitas fotos

Em seguida precisa tirar várias fotos para mostrar o lugar. Tenho que usar umas roupas diferentes porque vários de vocês já estão enjoados das minhas roupas (sim acontece auehaueha). Meu cabelo precisa estar ok porque se não vem comentários ruins e por aí vai.

A foto precisa ter enquadramento perfeito para o Instagram se não não gera likes e comentários. Várias poses e ângulos para escolher depois. Se estiver cansada, bota um sorriso no rosto. Muito calor com maquiagem derrentedo: vira de costas e tá bom.

Precisa conferir as fotos pra ver se ficaram boas mesmo, já que outra pessoa vai tirar pra você e nem sempre vai ter as técnicas né. Ou aprender sozinha, leia mais:

Ritmo da viagem

Ah e isso também muda se você viajar com mais gente, pois precisa de mais tempo para fazer tudo isso. Já tive problemas viajando com amigos que queriam fazer tudo corrido e eu ficava muito tempo gravando as cenas. Outras gostam muito de tirar as fotos e não se importam, porém não conseguem “te aproveitar” e curtir a viagem com você pois estará trabalhando. Precisa achar um equílibrio.



Recarregar baterias

Aí depois de carregar a mochila o dia inteiro, caminhar vários km, estar super cansada… chega no hostel e precisa descarregar as fotos no computador para evitar possíveis problemas. Pode ser que o drone caia, que roubem a câmera ou que dê pau no cartão. Melhor prevenir do que remediar.

Além disso, precisa carregar todos os aparelhos para usar no dia seguinte, mesmo que o não existam tomadas suficientes no hostel. Tem que acordar de madrugada sim pra trocar o aparelho hahah

Divulgar a viagem

Postar a foto do dia no instagram e também os stories para interagir com os seguidores.

5 – Criação de conteúdo depois da viagem

Ai sim começa a parte mais pesada do trabalho: a organização dos arquivos e criação do conteúdo de viagem.

Como é trabalhar como blogueira de viagem

Para o blog, é preciso escrever os textos da viagem pensando em quem lê e também no Google. Palavras chaves específicas precisam ser incluídas no texto para que o blog apareça nas primeiras páginas de pesquisa…se não você não existe! Isso se chama SEO.

As fotos precisam ser tratadas em programas como Adobe Photoshop ou Lightroom. Você consegue salvar várias fotos com o tratamento de imagem e isso diferencia bastante de vários perfis. É possível salvar as configurações de cor e efeitos para poder tratar as imagens em apenas um clique e economizar muito tempo com os filtros personalizados. Eu tenho uma coleção de filtros para celular bem legal, conheça os Presets Apure Guria!

preset londres
Foto sem tratamento de cores e fotos com tratamento

Como trabalha um youtuber de viagem

Já a edição de vídeo é a mais demorada, pois não é apenas colocar todos os vídeos e pronto, é necessário cortar os momentos exatos, achar uma sequência lógica e que fique visualmente bonita, sem falar na harmonia com a música de fundo.

Também precisa fazer o tratamento da cor, especialmente se você gravar com várias câmeras diferentes. Em seguida você faz a renderização, ou seja, o programa irá compilar tudo isso em um arquivo e esse processo pode demorar de 20 min a 2 horas dependendo do seu equipamento e tamanho do vídeo. O trabalho de edição sozinho costuma ser de 3 a 8 horas.

E você acha que acabou né.

Mas nããããão.

Divulgação nas mídias sociais e upload

Agora vem a parte de publicar no Youtube, Instagram, Pinterest, Blog, Facebook, Twitter e divulgar! Fazer um trabalho para que vejam o que você acabou de criar. Criar capa, legendas, descrição, adicionar links semelhantes, achar as # certas e por aí vai.

Além disso precisa entender de Analytics para extrair os dados necessários e entender melhor o seu público como idade, sexo, localização, interesses e combinar com o conteúdo que está criando. Isso é um processo vivo e sempre muda.

Ah e claro edixar o trabalho legal como criação de uma MEI, pagar os impostos certinhos, emitir nota fiscal, ter o registro da marca….

6 – É um trabalho solitário

Como vocês perceberam, todo o processo é uma pessoa, praticamente um bombril multiuso hahaha Claro que isso muda conforme o blog e youtube vai dando retorno financeiro, mas até lá é um processo demorado. Aí você pode contratar um editor, redator, contador e se ocupar com outros processos do negócio. Precisa ter espírito empreendedor, investir em equipamento, fazer cursos para se atualizar e tentar criar técnicas para se continuar criativo.

Você também acaba fazendo muitas amizades, conhece outros criadores de conteúdos pessoalmente em eventos de blogs de viagem como o VI EEBB em Estocolmo e V EEBB em Paris, feiras de turismo como WTM e encontros locais. Aí precisa manter a amizade digitalmente e ainda troca experiências de trabalho.

7 – Precisa encontrar um equilíbrio

Não pode desanimar com números, isso é um negócio que afeta muito o psicológico. Muita gente compra seguidores e comentários, enganando as empresas que não vêem a interação real e acabam só dando trabalhos para os outros. Não pode se abalar com haters, principalmente aqueles que são da mesma área e vivem com inveja.

Por você ser dono do próprio negócio, não existe férias. Não tem descanso quando se está em casa. Ou você trabalha ou fica para trás. Precisa criar um calendário para poder relaxar, se não vai sentir as consequências, sejam físicas (dores nas costas, nas pernas de tanto tempo sentado) como psicológicas (o famoso burnout).

Espero que tenham gostado de saber como é trabalhar como blogueira de viagem!

Salve no pinterest

lado ruim de trabalhar como blogueira de viagem
Pin lado ruim de trabalhar como blogueira de viagem
Viaje com a Angie Faça sua reserva através dos parceiros do blog! VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão. Obrigada!
CONTA BANCÁRIA NA EUROPA
Com Transferwise você economiza dinheiro durante o intercâmbio ou morando em outro país. Veja como transferir dinheiro para o exterior.

PRESETS APURE GURIA
Conheça minha coleção especial de filtros para celular e deixe suas fotos mais vibrantes com apenas um clique!

SEGURO VIAGEM
O Seguro Viagem é obrigatório em muitos países, faça a cotação com a Real Seguros e garanta melhor custo benefício. Desconto de 10% exclusivo para leitores! Veja por que viajar com Seguro Viagem.

HOSPEDAGEM
Os melhores hotéis e hostels em um só lugar com cancelamento gratuito. Conheça o Booking.com!

AIRBNB
Alugue apartamentos ou quartos com preços especiais, ótimos para quem viaja em grupo! Reserve no Airbnb e ganhe R$180 de desconto na sua primeira hospedagem.

INGRESSOS
Fuja das filas nas maiores atrações no mundo adquirindo com antecedência e pagando com cartão de crédito ou Paypal no Get Your Guide.

AULA DE IDIOMA COM PROFESSOR NATIVO
Aprenda qualquer idioma em casa com aulas virtuais e preços acessíveis. Ganhe 10 USD de desconto na sua primeira compra na plataforma do Italki!

VOLUNTARIADO NA VIAGEM
Torne-se voluntário por alguns dias na sua próxima viagem, troque experiências, conheça pessoas novas e economize dinheiro! Conheça o Worldpackers! Leitores do Apure Guria ganham 10 USD de desconto!

CONHEÇA TODOS OS SERVIÇOS DO BLOG!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here