Como viajar sem ir à falência!

16
277

Todo mundo acha que a parte mais cara sempre é antes da viagem, mas esquece o DURANTE! Se você não cuidar, pode se empolgar e gastar muito no cartão de crédito…e quando perceber vai chorar as pitangas para pagar os boletos! Ou ficar sem dinheiro no meio da viagem! Confira essas dicas para viajar sem ir à falência (e tem mais dicas nesse vídeo!)

Como viajar sem ir à falência

1 – Viaje fora da temporada

Não é somente a passagem aérea que é mais barata fora da temporada! Aluguel de carro, passagem de busão, diária de hotel ou hostel e até a comida no restaurante sempre encarecem nos meses de junho a agosto e de dezembro a fevereiro (quando é alta temporada).
Por exemplo: nós visitamos Mallorca fora da temporada e gastamos apenas 30 euros na passagem ida e volta. Pesquisei  em julho e sai 112! Claro que não pulamos na água, mas se for em abril sai por 56! Vale muito a pena viajar na meia estação.

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Também gostaria de ter ido de busão para Dresden no Natal e a passagem tava 29 euros em vez dos normais 9. -_-

Fique de olho nas promoções das companhias low cost e também nas taxas para não gastar a mais do que deveria (como mochila despachada, check in…)! Explico melhor nesse vídeo e mais no post guia low cost

2 – Avalie o custo da hospedagem

Se você viaja sozinho, hostel é a melhor opção pois sai muito mais barato do que um quarto de hotel. Maaas se você viaja com amigos ou com seu amor, avalie o preço de um hotel ou escolha o Airbnb!

Lembre-se de sempre reservar a sua hospedagem com antecedência caso viaje em alta temporada! Eu uso e recomendo este de site que lista as melhores opções em hospedagem!

A vantagem do hostel e do Airbnb é a possibilidade de usar a cozinha, o que nos leva a dica seguinte.


Veja neste vídeo como funciona o Airbnb e ganhe um desconto de 100 reais!

3 – Faça a sua comida!

Os gastos com alimentação podem pesar bastante no seu bolso, então prefira cozinhar em casa! Claro que você não deve deixar de aproveitar a gastronomia local, então escolha almoçar no restaurante e jantar em casa. A janta normalmente é mais cara que o almoço!

Lembre-se de preparar pequenos lanches para comer durante o dia como sanduíches ou até pacotinhos de amêndoas, amendoins, barra de cereal, frutas…faça um picnic!!
E claro não deixe de comer bem no café da manhã oferecido pelo hostel ou hotel! Você precisa de energia para começarbem o dia e fazer todos os passeios!

Também leve uma garrafinha com água para não precisar comprar toda vez! Várias cidades da Europa possuem fontes na rua, pode tomar sem medo, assim como a água da torneira. Em outros lugares recomendo comprar um galão de 6 L e encher a noite para o dia seguinte.

4 – Faça passeios gratuitos

Nem todos os tours e atrações são realmente necessários! Escolha as atrações pagas que você quer visitar de verdade e procure por promoções em sites tipo Groupon da vida ou dias gratuitos (alguns museus oferecem entrada grátis a partir de tal hora, como o Museu do Prado em Madrid, ou o primeiro domingo do mês).
Também procure por free walking tours ou explore a cidade por conta!

Dá uma olhada neste vídeo de como viajar de graça

5 – Pesquise as distâncias

Veja se você conseguirá fazer tudo a pé na cidade ou se precisa comprar um ticket diário de transporte público. O mesmo vale quando viajar para outra cidade, se vale mais a pena pegar um avião ou um ônibus (leve em consideração o tempo até o aeroporto). Pesquise no aplicativo GoEuro.

Se você vai viajar pela Europa de ônibus, considere comprar tickets multicidades. A Interflix tem um que custa 100 euros, vale para 5 passagens durante três meses. Use APENAS nos trechos mais caros! Por isso é importante montar um roteiro bem redondinho! Veja 5 DICAS PARA CRIAR UM ROTEIRO DE VIAGEM

Exemplo: de Berlim a Paris sai normalmente 40 euros, mas com o ticket custa apenas 20!

leia: QUANTO CUSTA UM MOCHILÃO NA EUROPA? VIAJE BARATO!

6 – Compre o mínimo possível

Uma das principais dicas para viajar sem ir à falência! Só compre lembranças que você realmente deseja, nada de encher a mala com cacareco de todo lugar! Você pode “criar” uma lembrança com tickets, flyers, fotos da viagem e fazer uma colagem em um caderno ou um quadrinho por exemplo!

como viajar sem ir a falencia



Gostaram do vídeo viajar sem ir à falência?

salve no seu pinterest

Como viajar muito sem gastar todo o seu dinheiro, dicas de economiza durante a viagem

leia também

VIAJAR EM CASAL: DICAS DE ECONOMIA PARA MOCHILÃO!
COMO ENCONTRAR PASSAGENS AÉREAS BARATAS
COMO GANHAR DINHEIRO VIAJANDO!


Viaje com a Angie

Faça sua reserva através dos serviços parceiros do blog!Assim você nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO e continua acessando o blog grátis! Obrigada!

Receba dicas exclusivas no seu email!Receba dicas exclusivas no seu email
Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas viagens, descontos incríveis e os melhores lugares para visitar e curtir a vida!

Travel blogger e designer aspirante à muitas coisas e com PhD em zuera, não dispensa uma aventura cheia de desafios e tragédias. Nas horas vagas joga games, canta e planeja as próximas viagens.

16 COMENTÁRIOS

  1. Ótimas dicas, como sempre 🙂 Eu nunca compro nada nas viagens. Nada mesmo (nem caberia na bagagem rs) e acho que essa é uma das minhas maiores economias. Ter um lugar para cozinhar também com certeza é uma boa pedida!

  2. Boa parte dessas dicas fazem parte da minha viagem, exceto montar souvenirs com tickets e flyers.. Eu até trago para casa, mas como eu jà joguei muitos fora, nem vale a pena começar a fazer
    hehehehehe

  3. oi Angie… ótimas dicas que provam que viajar por aí é possível com planejamento e alguns cuidados. Algumas dessas ações eu implemento com certeza! Acho que a única coisa das sugestões que não uso é faça sua comida! Não rola… rsrsr prefiro comprar alguma coisa pronta no mercado e fazer um piquenique no quarto. rsrs

    Compras também estou bem, porque não gosto. ehehehe

    Muito bom texto, como sempre! 🙂

  4. Uma coisa que faz a gente ir a falência e a gente nem se da conta é lembrancinha. Quando fui pra Bariloche a gente trouxe um monte de coisinhas pra um monte de gente… Acho que essa empolgação foi por que era a minha primeira viagem sozinha hahaha.. de qualquer forma eu aprendi uma lição.. nada de gastar com isso, a viagem é nossa não dos outros.

  5. Muitas vezes viajamos com a grana contada também. Uma estratégia que utilizamos é dividir toda a grana pelos dias de viagem. Aquele dinheiro podemos gastar no mesmo dia. Se sobrar, esbanjamos um pouco no próximo. Sempre funciona!

Curtiu? Comentaí!