Como uma viagem pode fazer você se demitir

1
230

Atualizado em

Não, este artigo não quer te convencer a largar tudo e viajar. Nem é sobre tirar um ano sabático. É o contrário: como uma viagem pode fazer você se demitir. Claro que não são todos que podem fazer isso, já que muitas pessoas tem responsabilidades enormes como cuidar dos filhos, pagar a casa e por aí vai.

Uma viagem pode influenciar mudanças na sua vida, mesmo que você demore a perceber. Viajar proporciona uma mudança de cenário. Você pode acreditar em novos valores, ter novas perspectivas e propósitos ou até mesmo mudar o seu estilo de vida. Assista o vídeo!

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Como uma viagem pode fazer você se demitir

Lembre-se de tomar uma decisão sempre com o pé no chão, não peça demissão sem ter outra oportunidade ou pelo menos um boa reserva, pois afinal uma recessão está vindo aí.

1 – Encontrar novas paixões

Uma das razões que muita gente pede demissão é que passa a não gostar mais do que faz. Não sente a empolgação de trabalhar e deseja coisas novas. Durante uma viagem você pode aprender uma nova paixão e mudar todos os seus planos.

Quando eu terminei a faculdade de design, queria muito abrir um estúdio de design que fosse muito famoso e pegasse projetos de empresas importantes. Aí eu fiz um curso de alemão e estágio na Alemanha. Voltei querendo fazer mestrado e trabalhar lá. Descobri que design gráfico não me atraía mais. Comecei uma pós em Gestão de Desenvolvimento de Projetos, continuei trabalhando em empresas que não gostava com design e depois fui para a Nova Zelândia. Não consegui nenhum emprego na área no país, muita coisa deu errado, descobri que gostava de viajar e comecei a escrever no blog. Voltei e quis continuar escrevendo, fiz vídeos e é isso que eu gosto hoje.

Não tem problema não gostar do que faz e também não tem problema amar o que faz. Peça um feedback para seu chefe, descubra se há alguma chance de promoção ou se você consegue fazer coisas novas para voltar a gostar do trabalho. Avalie as respostas e pese se vale a pena continuar na empresa, mudar de empresa ou quem sabe até de área.

No vídeo “Como uma viagem pode fazer você se demitir” contamos como nós mudamos após as viagens e damos vários exemplos!


2 – Novos valores e perspectivas

Este é um dos principais pontos deste texto “Como uma viagem pode fazer você se demitir”. Durante uma viagem, você sai da sua bolha, da sua zona de conforto, e vê realidades diferentes. Descobre como as coisas são feitas de outra maneira, experimenta novos sabores, passeia por construções com mais de 2 mil anos de história. Isso pode contribuir para que você passe a ter outros valores e perspectivas para a sua vida. E estes nem sempre vão estar de acordo com a empresa na qual você trabalha.

Pode ser que você não queira mais ser competitivo, queira uma vida mais tranquila, aproveitar mais a família. Um amigo meu viajou para uma fazenda ecológica no próprio estado e descobriu que ama plantar, gosta de cuidar de plantas e mexer na terra. Ele viu um novo sentido pra vida dele. Fez uma boa poupança, trabalhou um pouco a mais porque já sabia que iria se mudar para o interior e trabalhar com isso. Encontrou um novo propósito.

Também tem a pessoa que viajou uma vez e odiou. Não gosta de passear pelas cidades, não vê beleza em construções antigas e não gostou do que comeu. Quem sabe ela gosta apenas de ficar em um resort, ir da cama pra beira da piscina e comer o dia inteiro. Ela dá graças por ter um emprego fixo, uma rotina certinha e por poder fazer isso uma vez ao ano… e é muito feliz!

3 – Mudar estilo de vida e de consumo

Depois de uma viagem, muita gente para de comprar várias coisas e economiza para fazer mais viagens. É até engraçado como isso é comum. Acho que os viajantes passam a dar mais valor à uma experiência do que as aparelhos tecnológicos ou roupas novas e brilhantes.

Quando eu tinha uns 15 anos queria uma tv enorme, o melhor som stereo, todos os videogames e usar tênis de marca. Hoje não tenho nem tv (tá, talvez queira uma básica pra jogar o Nintendo Switch haahueah). Descobri que um tênis confortável basta, não precisa ser o Nike Shox (na época do colégio era sensação). Nessa época eu não tinha dinheiro para comprar as coisas que queria e hoje eu tenho mas não vejo sentido em comprá-las. É claro que hoje eu foco mais em equipamento como uma boa câmera e um notebook rápido, mas é porque eu trabalho fazendo vídeos.

Talvez a vida de viajante seja definida ao o que você consegue carregar na mochila. Depois de 20 dias viajando, verá que utilizou as mesmas roupas várias vezes. Há necessidade de ter um armário cheio delas?

casal mochileiro
Levamos o que precisamos na mochila

4 – Precisa ser realista

É importante entender o contexto atual e sempre estar ligado nas tendências. Com a pandemia, haverá uma recessão mundial e não será uma época fácil. Você precisa estudar se quer se demitir para testar uma nova área ou se há chance de mudar de país. Precisa ter pé no chão para saber que pode não dar certo.

Não se demita caso não tenha uma oportunidade certa definida. Muita gente perdeu o emprego e está mudando de área, fazendo vários bicos para poder pagar as contas. Não vale a pena arriscar um emprego seguro por algo que não está concreto. Eu trabalho com viagem e fui diretamente impactada e agora estou estudando Design UX para tentar um emprego novo.

Avalie todas as opções, opiniões e tenha um orçamento realista. Se precisar, trabalhe mais para conseguir poupar e mudar. Não é por que fulano largou tudo e foi viajar que deu certo pra você.

E lembre-se: “trabalhe com aquilo que ama e nunca amará mais nada”. A paixão por algo pode muitas vezes ter um peso. Eu amo viajar, mas trabalhar com viagem é puxado. Há sim uma glamourização, simplesmente pelo fato de estar “viajando em vez de trabalhar em um escritório”. As minhas viagens nem sempre são tranquilas, nem sempre aproveito tão bem uma cidade quanto gostaria já que preciso filmar, gravar cenas sobre cada atração, fazer anotações e depois juntar todo o conteúdo, produzir e divulgar. O trabalho não para depois da viagem também. Nenhum trabalho é tão simples como se imagina.

5 – Viajar não é a única saída

Você pode gostar muito de viajar, mas nem sempre é a razão de você se sentir feliz ou a única possibilidade de fazer coisas novas. A vontade de mudar uma coisa que não te faz feliz vem de você mesmo. Viajar pode deixar isso mais claro pra você, seja durante a viagem ou algum tempo depois.

Gostou desse artigo “Como uma viagem pode fazer você se demitir”? Se você passou por algo semelhante, deixe seu comentário!

Você também pode se interessar por:

Work Experience USA: trabalhe nas férias da faculdade!



Como é morar na Irlanda? Dicas, emprego, visto, hospedagem

5 coisas para saber antes de fazer um intercâmbio na Austrália

Salve no Pinterest

como uma viagem pode fazer voce se demitir
Pin como uma viagem pode fazer você se demitir
Viaje com a Angie Faça sua reserva através dos parceiros do blog! VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO, nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão. Obrigada!
CONTA BANCÁRIA NA EUROPA
Com Transferwise você economiza dinheiro durante o intercâmbio ou morando em outro país. Veja como transferir dinheiro para o exterior.

PRESETS APURE GURIA
Conheça minha coleção especial de filtros para celular e deixe suas fotos mais vibrantes com apenas um clique!

SEGURO VIAGEM
O Seguro Viagem é obrigatório em muitos países, faça a cotação com a Real Seguros e garanta melhor custo benefício. Desconto de 10% exclusivo para leitores! Veja por que viajar com Seguro Viagem.

HOSPEDAGEM
Os melhores hotéis e hostels em um só lugar com cancelamento gratuito. Conheça o Booking.com!

AIRBNB
Alugue apartamentos ou quartos com preços especiais, ótimos para quem viaja em grupo! Reserve no Airbnb e ganhe R$180 de desconto na sua primeira hospedagem.

INGRESSOS
Fuja das filas nas maiores atrações no mundo adquirindo com antecedência e pagando com cartão de crédito ou Paypal no Get Your Guide.

AULA DE IDIOMA COM PROFESSOR NATIVO
Aprenda qualquer idioma em casa com aulas virtuais e preços acessíveis. Ganhe 10 USD de desconto na sua primeira compra na plataforma do Italki!

VOLUNTARIADO NA VIAGEM
Torne-se voluntário por alguns dias na sua próxima viagem, troque experiências, conheça pessoas novas e economize dinheiro! Conheça o Worldpackers! Leitores do Apure Guria ganham 10 USD de desconto!

CONHEÇA TODOS OS SERVIÇOS DO BLOG!

1 COMENTÁRIO

  1. Eu já queria sair da CLT há muito tempo, mas foi só quando eu fiz a minha primeira viagem internacional que finalmente tomei coragem!

    Quando eu voltei do Chile, ano passado, fiquei apenas 1 semana mais na empresa e depois daquilo eu não aguentava mais.

    Viajar realmente muda a nossa perspectiva. Vou até escrever um post falando sobre isso também!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here