5 dicas para visitar o Angkor no Camboja

19
163

Tá indo pro sudeste asiático? Não deixe de passar uns dias por Siem Reap para conhecer o maior e mais importante complexo arqueológico do Camboja! Declarado Patrimônio da Unesco desde 1992, o complexo conta com inúmeras ruínas de templos do séc. 9 ao 15 do império Khmer. Leia estas dicas para visitar o Angkor sem perrengue!

5 dicas para visitar o Angkor no Camboja

1 – Angkor é muito mais que o Angkor Wat

5 dicas para visitar o angkor templo ta phrom tomb raider camboja
Não adianta sair correndo e só visitar o templo ícone e o mais famoso de todos: o Angkor Wat. O complexo do Angkor é gigantesco! São mais de 400 km quadrados de ruínas, florestas e muita história! Não deixe de passar no Ta Phrom (templo da Lara Croft de Tomb Raider) e no Bayon (o templo das mil faces), meus templos favoritos!

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube

Se você gosta muuuuito de ruínas, compensa comprar o ingresso de 3 dias (US$ 60), o diário custa 20 US$ e contratar um guia para contar toda a história de cada templo (pode achar no hotel ou na entrada do Angkor, normalmente sai 20 US$ o dia inteiro).

2 – Chegue cedo pa ver o nascer do sol em Angkor Wat

Arranje um motorista no dia anterior para te levar cedinho, lá pelas 4:30 da manhã, para ver o sol nascer atrás do Angkor Wat. O dia inteiro custa em torno de 30 dólares e o motorista irá te levar de tuk tuk para vários templos.nascer-do-sol-em-angkor-wat-sunrise
O importante é você chegar cedo e arranjar um lugar bom para apreciar esse espetáculo pois vai muita muita muuuita gente no mesmo lugar haueahea é uma batalha eterna com os japoneses ahauehauea quase não tem lugar pra sentar 🙁 leia mais sobre a história do Angkor Wat.

Lá pelas 9 horas é muito comum levarem os turistas novamente ao hotel par ao café da manhã. Sugiro levar uma marmitinha (levamos pão com ovo do hostel mesmo aheuaeha) e aproveitar a tranquilidade dos templos, pois fica muito menos gente e as fotos ficam melhores 😀

3 – Água, protetor solar, repelente e mapa

calor do diabo
Itens indispensáveis para visitar o Angkor! Lembre-se que faz um calor infernaaaaaal no Camboja, então use roupas leves e sempre passe protetor solar para evitar torrão do sol ahueahuea Você irá cansar muito, pois caminha, escala, desce dos templos e a umidade é de 70%!!! Academia mesmo!

Como você vai caminhar bastante, use repelente (pois os templos ficam no meio do mato) e se hidrate (alguns motoristas levam muita água no tuk tuk, pergunte antes de fechar com eles, pode encontrá-los no hostel mesmo ou na rua). O mapa te ajuda a ver a posição e a distância de cada templo para você planejar melhor o seu dia. Também use tênis bem confortáveis e seguros, pois o caminho é cheio de pedras, musgos e beeem desnivelados.

Assista o vídeo:  5 MOTIVOS PARA VISITAR O SUDESTE ASIÁTICO


4- Escolha a época com menos gente

templo bayon camboja janela vista rosto
O fervo é entre novembro e março quando o clima é mais ameno. No finalzinho de outubro a novembro tem menos turistas e as chuvas já passaram.

Você ainda pode pegar menos gente se fugir do roteiro tradicional da visita de um dia no Angkor! O trajeto mais comum é este: nascer do Sol no Angkor Wat, retorno ao hotel, volta para Angkor Thom, Ta Phrom e Banteay Srei. Almoça em um restaurante dentro do Angkor mesmo aí volta para o Angkor Wat e vê o sol no Phnom Bakheng. Visite os templos menores durante esse trajeto pra não pegar a galera!

5 – Não dê esmolas

Dentro do Angkor tem muitas crianças vendendo pulseirinhas e outras tranqueira. Não incentive que elas continuem assim comprando coisas ou dando esmolas. Há muitas ONGs que ajudam escolas e orfanatos, pesquise e faça sua doação direto a estas instituições.

Gostou das dicas para visitar o Angkor? Comente!

Leia também:

MOCHILÃO NA ÁSIA: O QUE LEVAR

7 BARATEZAS QUE VOCÊ DEVE COMER NA ÁSIA

ROTEIRO MOCHILÃO ÁSIA 50 DIAS

PERRENGUES NA ÁSIA: DEU RUIM!

patrimonio unesco angkor cambojaEsse post faz parte da Blogagem Coletiva “Patrimônios da UNESCO”, visite os outros blogs!

– Viajonários – Patrimônios Mundiais da UNESCO em Londres
– Lolepocket – Como explorar o melhor das ilhas gregas: um dia em Delos
– Foco no Mundo – Patrimônios da UNESCO para visitar no Brasil
– Destinos por onde andei… – Salvador, Patrimônio Mundial da Unesco
– Mariana Viaja – Conjunto da Pampulha, novo Patrimônio Mundial da Unesco
-Pegadas na Estrada – 15 Parques Nacionais Patrimônios da Unesco que você precisa conhecer
– Família Viagem – Patrimônio Mundial da UNESCO: Estátua da Liberdade
-Viagens que Sonhamos – Pampulha, conhecendo o novo Patrimônio Mundial da Unesco
– Pequeno Grande Mundo – Patrimônios Mundiais da UNESCO em Malta
-Viagens Invisíveis – Os inacreditáveis templos de Angkor, Camboja
– Mineiros na Estrada – O que ver e fazer em Machu Picchu
– Outro blog – Chapada dos Veadeiros | Alto Paraíso de Goiás
– Mochilão Barato – Missões Jesuítas no Paraguai
– Asas pra que te quero – Castelos da Inglaterra: a história da sombria Torre de Londres
– Vaneza com Z – Patrimônios da Humanidade em Portugal: Sintra e Porto
– Trilhas e Cantos – Patrimônios da Unesco no País de Gales: Castelos e Fortificações do Rei Eduardo I
– Projeto 101 Países – Persépolis: a joia preciosa do Irã
– Volto Logo – 7 Patrimônios Culturais da UNESCO para conhecer na América Latina
– Atravessar Fronteiras – Ouro Preto: perfeita aliança entre história e modernidade
– Uma Senhora Viagem – Olinda, Linda Cidade, Lindo Patrimônio
– Coordenadas do Mundo – 8 Patrimônios da Humanidade para visitar na Austrália
– Olhares pelo mundo – Cidade Histórica de Ayutthaya, Patrimônio da UNESCO a um Pulo de Bangkok
– Cantinho de Ná – Palácio de Versalhes. Patrimônio UNESCO com louvor
– Trippolis – Distrito Histórico de Quebec
– Viviendo en el México Mágico – México e a UNESCO!
– Devaneios de Biela – Fortaleza de Suomenlinna: Patrimônio Histórico em Helsinki
– De Mochila e Caneca – Catedral de São Basílio, a igreja mais bonita do mundo!
– Ligado em Viagem – Hierápolis-Pamukkale, lindo Patrimônio Mundial da Unesco na Turquia
– Por aí com os Pires – Foz do Iguaçu – Parque Nacional do Iguaçu
– E aí, Férias! – Ouro Preto, a cidade patrimônio cultural da UNESCO e ponto focal da Estrada Real
– Virando Gringa – Cidade Proibida – Patrimônio Mundial da Humanidade na China
– Tá indo pra onde? – Patrimônios da UNESCO na Alemanha
– Na dúvida, embarque – Itália: o país com mais Patrimônios da Humanidade
– Destino Mundo Afora – Cinco patrimônios mundiais da Unesco para visitar no Brasil e Estados Unidos



Viaje com a Angie

Faça sua reserva através dos serviços parceiros do blog!Assim você nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO e continua acessando o blog grátis! Obrigada!

Receba dicas exclusivas no seu email!Receba dicas exclusivas no seu email
Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas viagens, descontos incríveis e os melhores lugares para visitar e curtir a vida!

Travel blogger e designer aspirante à muitas coisas e com PhD em zuera, não dispensa uma aventura cheia de desafios e tragédias. Nas horas vagas joga games, canta e planeja as próximas viagens.

19 COMENTÁRIOS

  1. “o complexo conta com inúmeras ruínas de templos do séc. 9 ao 15 do império Khmer” rapaz, é muita história … acredito que a população tem um grande apreço por este patrimônio e que esteja bem conservado … agora, se chover deve ser ruim pra visitar né?

  2. Sempre imagino Camboja como um.lugar de paz e amor, que estou só eu lá de boa visitando templo…seu relato me.fez cair na real hahahahah ja visitei a china, entao agora vou com a mesma expectativa! ótimo post!

  3. Eu lembro até hoje como fiquei maravilhada quando li sobre o Angkor em um livro, surreal esse lugar, lindo demais, quero muuuuuuuito poder visitar um dia ♥

Curtiu? Comentaí!