Drone

Viajar com drone: dicas para não ter dor de cabeça

posted by Angie Dezembro 1, 2017 10 Comments

Viajar com drone pode ser uma dor de cabeça. Você não sabe se vão encher o saco na segurança e raio x, se a companhia aérea vai aceitar, se vai caber no compartimento…Claro que agora existem vários drones menores como o DJI Mavic e o DJI Spark, porém viajar com a série Phantom não é fácil (e tive vários problemas com o drone no Atacama).

Esse guia para viajar com drone vai te ajudar a voar dentro da lei, a escolher o material e produtos corretos para transporte de drone, além de algumas dicas para não se preocupar, como por exemplo na imigração e como voar no inverno.

Viajar com drone: dicas para não ter dor de cabeça

1 – Saiba as leis para drones no país que irá visitar

Ignorar as leis do país que você está viajando pode te dar vários problemas. Você pode ser preso, levar uma multa, ter o drone confiscado, e, dependendo o caso, ser deportado. Sugiro sempre conferir o No Fly zones no próprio site da DJI pra ver onde pode e não pode.  Até em algumas atualizações recentes, o próprio app da DJI não deixa você decolar dependendo o local.

mapa para voar com drone no fly zoneE claro, as mesmas regras valem para todos os países:

Clique aqui e assine nosso canal no YouTube
  • Verifique se não há danos ou desgastes no equipamento, se houver, substitua.
  • Carregue sua bateria, seu controle remoto e seu celular.
  • Voe em áreas abertas, longe de propriedades e pessoas. Não voe direto sobre pessoas ou animais.
  • Voe abaixo de 400 pés para evitar colisões com naves pilotadas. Um drone PODE CAUSAR UM ACIDENTE GRAVE E DERRUBAR UMA AERONAVE.
  • Mantenha contato visual com seu drone SEMPRE. Não passe atrás de obstáculos ou muito longe, que quase você não enxerga.
  • Não beba ou use drogas antes de voar com seu drone.
  • Mantenha suas mãos no controle mesmo com decolagem e pouso automáticos para ter controle total da operação.
  • Espere por um sinal de GPS forte antes da decolagem.
  • Não voe perto de aeroportos e bases militares.
  • Lugares históricos, religiosos e parques normalmente restringem o uso de drones.

Em alguns lugares, os agentes da imigração do aeroporto não deixam você entrar com drone. Nesse caso, ele fica retido no aeroporto até o seu voo de saída do país e claro, você ainda paga uma taxa de pernoite.
Aconteceu com a Dani Noce na Jordânia, li alguns relatos semelhantes sobre a Nicarágua, Bahamas e Venezuela.
Muita gente não confia que o drone estará lá na hora de ir embora, então preferem não levar ou deixar em outro país, por exemplo dentro de um armário na estação de trem.

Aqui na Alemanha as leis são muito rígidas, tudo é muito sério e até aparece a mensagem na hora de voar que “não é permitido voar sem autorização e você tem total responsabilidade sobre o voo.  Não dá nem vontade de voar.

Nos Estados Unidos é bem fácil voar, você faz o registro e ganha uma carteirinha e um número. É proibido voar sobre parques e cidades grandes.

Faça uma pesquisa em fóruns dos fabricantes de Drone e nos sites oficiais do governo, como este dos EUA . Também veja as infos neste site aqui

2 – Escolha a mala certa para drone

Proteger o drone é sua função primordial na hora que irá viajar, pois nada adianta chegar no destino e o drone estar quebrado. Existem inúmeros modelos de malas para drones no mercado, porém você precisa observar as características:

  • leve
  • confortável
  • impermeável
  • espaçosa
  • com divisórias ajustáveis para organização
  • no tamanho correto para levar como bagagem de mão
  • resistente

Aquelas malas para drone duras podem ser ótimas para quem vai viajar de carro, porém se vai pegar trem ou ônibus fica mais difícil para carregar, pois não é nada prática.

Normalmente vem uma case já com o drone, é uma opção que protege o equipamento. Eu acho a do Phantom 4 muito boas.  Exemplos dos dois tipos:

Viajar com drone dicas para não ter dor de cabeça

3 – Prepare o drone para viajar como bagagem de mão

Um dos cuidados para viajar com drone é a bateria LiPo de lítio polímero que pode causar problemas. Esse tipo de bateria é instável e pode pegar fogo do nada (coisa da pressão atmosférica) por isso nunca devem ser despachadas. Para evitar dor de cabeça viajando com seu drone, faça o seguinte:

  • Esvazie a sua bateria
  • Separe a bateria do seu drone
  • Coloque dentro de um saquinho plástico para evitar curto circuitos e umidade
  • Se você encontrar, sugiro comprar uma bolsa especial para bateria LiPo à prova de fogo (fireproof LiPo safe bag). Veja a foto abaixo.
  • Pesquise as restrições da companhia aérea. Normalmente você pode viajar com duas baterias acima de 100Wh e abaixo disso não há limite. Se não me engano, o Phantom 3 Standard tem 68Wh e o Mavic 43,6 Wh.

viajar com drone bolsa de bateria antifogo

4 – Chegue antes no aeroporto

Viajar com o drone pode tomar mais tempo na inspeção do aeroporto, então chegue mais cedo que o normal para não ficar nervoso que irá perder o avião e todo aquele stress.

Deixe as baterias na mala com fácil acesso pois você precisa retirar e passar separadamente no raio x, como o notebook.

Vão inspecionar cada bateria, perguntar para o que é e checar as etiquetas e provavelmente vão ver a mala para o drone.

5 – Leve todos os acessórios

Não é todo lugar que irá ter uma loja para drones na esquina. Prepare-se e embale tudo que irá precisar como:

  • Hélices extras – sempre pode dar aquele acidente né
  • Baterias extras – para aproveitar mais em cada lugar
  • Cartão de memória – filme tudo o que puder
  • Carregador – indispensável
  • Proteção do Gimbal – indispensável
  • Filtros – importante se vai para lugares muito ensolarados
  • Capa de chuva da mala – mesmo que a mala seja impermeável, não custa proteger mais um pouco
  • Carregador portátil para celular – pois nada pior que não poder voar por estar sem bateria.
  • Kit Ferramentas para pequenos reparos – algumas coisinhas você consegue reparar em casa, apertar alguns parafusos ali e ali…Assim já evita ter que pagar custos adicionais levando numa loja especializada
  • Cadeados – nem sempre você estará com o seu drone, então leve o cadeado para colocar nos armários ou na própria mala. Também pode levar aqueles cabos para prender a mala na cama do hotel.

6 – Prepare-se para a temperatura

Em lugares muito ensolarados, você precisará de um filtro para obter as melhores imagens possíveis.
Outros lugares ventam muuuito, então você precisa chegar bem mais cedo (quando normalmente tem menos vento) para poder voar sem ter risco do drone ir embora.

viajar com drone no inverno neve

Cuidados para voar com drone no inverno

Viajar com drone durante o inverno pode ser complicado pois as baterias não conseguem fazer voos normais devido a baixa temperatura (as baterias da DJI nem ligam o drone se estiverem abaixo de 15°C). No site do fabricante há especificações para temperatura de funcionamento que variam de 0 ou 5º a 40ºC.

Então siga essas dicas:

  • Mantenha suas baterias quentinhas enroladas em alguma roupa e se possível com hand wamers (aquelas almofadinhas que esquentam por 6 a 8h, veja a foto abaixo).
  • Seu celular também não irá funcionar certinho, então coloque um hand warmer nele também (prenda com um elástico atrás) e mantenha ligado a um carregador portátil.
  • Use luvas touch screen! Teste as luvas para ver se o seu celular reconhece o toque sem problemas. Ninguém merece voar e congelar as mãos!
  • Não coloque o drone diretamente no chão pois fica gelado rapidinho, prefira decolar da mala. Coloque a capa de chuva embaixo da mala para evitar que fique molhada.
  • Deixe o drone ligado, voando e parado (hover) por um minuto para “se aquecer” antes de voar.
  • Faça voos curtos e próximos e numa velocidade tranquila. Se você pedir muito da bateria pode ter problemas pois os sensores demoram a responder devido ao frio.
  • Fique atento à temperatura e voltagem da sua bateria no app. Se for abaixo de 3.2v, retorne!
  • Assim que a bateria atingir 30 ou 40% pare de voar, pois é muito arriscado voar em baixa temperatura.
  • Não voe quando estiver nevando, pois neve é água e irá molhar o seu drone. Caso isso aconteça, retorne e imediatamente seque câmera, gimbal e rotores antes que congelem! Aí seque o resto!
  • Veja o post Roupa de inverno na Europa: onde comprar e dicas para estar preparado para o frio!

esquentador de mao inverno europa

7 – Siga seus instintos!

Se achar que é arriscado voar, não voe! Sempre pense nas possíveis consequências de voar com muito vento, em cima de rios, de gente…Melhor prevenir do que remediar! Viajar com drone é maravilhoso, você volta da viagem com imagens incríveis!

Problema que tive no Atacama com o drone no vídeo

Veja os reviews do DJi Mavic e Phantom 3 Standard

Gostou desse artigo sobre viajar com drone? Comente!

Leia também

SELFIE DE VIAGEM: ACESSÓRIOS, DICAS E EDIÇÃO!
MELHORES CONFIGURAÇÕES DE VÍDEO PARA GOPRO
30 LUGARES INCRÍVEIS VISTOS DO CÉU
COMO TIRAR FOTOS INCRÍVEIS VIAJANDO SOZINHA

Viaje com a Angie

Faça sua reserva através dos serviços parceiros do blog!Assim você nos ajuda a criar conteúdo cada vez melhor pois ganhamos uma pequena comissão, VOCÊ NÃO PAGA MAIS POR ISSO e continua acessando o blog grátis! Obrigada!

Receba dicas exclusivas no seu email!Receba dicas exclusivas no seu email
Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas viagens, descontos incríveis e os melhores lugares para visitar e curtir a vida!

10 Comments

amamelo Dezembro 3, 2017 at 10:54 am

é muito trampo, né? Tô doida pra comprar mas ainda não tive coragem por causa de tanto detalhe… Sou preguiçosa demais pra isso kkkkk

Reply
Angie Dezembro 5, 2017 at 12:21 pm

eh teeenso, tem que se planejar bem, como se fosse um filho aheauheau

Reply
Viaje na Viagem Dezembro 4, 2017 at 9:13 am

Oi, Angie. Tudo bem? 🙂

Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

Até mais,
Bóia – Natalie

Reply
Angie Dezembro 5, 2017 at 12:14 pm

obaa obrigada!!

Reply
Adrielle Saldanha Dezembro 11, 2017 at 12:52 pm

Nossa, não imaginava que seria tão trabalhoso viajar com drones assim. Obrigada pela dica!

Reply
Helen Waldemarin Dezembro 11, 2017 at 11:39 pm

Angie, adorei o post! A gente sempre ve as imagens de drone e fica babando… Mas não pensa na trabalheira que dá carregar, colocar pra voar, etc. Muito bom saber, assim vou pensar um pouco mais antes de arrumar mais um filho pra carregar… Rsrsrs

Reply
Luciana Rodrigues Dezembro 12, 2017 at 8:08 am

Recentemente vi um monte de seguranças correrem dentro do Coliseu: uma pessoa estava com drone e inclusi9ve há placas proibindo. Achei o barulho terrível, mas ando pensando em ter um drone para chamar de meu!

Reply
Murilo Pagani Dezembro 12, 2017 at 10:56 am

Ótimas dicas Guria!

Recentemente um colega só descobriu que não podia entrar com drone no país que ele estava indo quando estava prestes a atravessar a fronteira!

Deu aquela camuflada bááásica e conseguiu passar sem problemas! Mas até conseguir foi aquela tensão insuportável!

hahahahaha

Abraço!

Reply
Juliana Rios (Juny) Dezembro 12, 2017 at 6:34 pm

Informações extremamente importantes para quem quer ter um drone!
Acho muito legal as fotos, mas morro de preguiça de ter um drono por causa desse tanto de coisa que precisa saber e levar na viagem.

Reply
Thiago Lima Martins Dezembro 13, 2017 at 12:13 am

adorei as dicas! Estamos planejando comprar nosso primeiro drone em breve e o que mais pesa são essas legislações doidas.

Reply

Curtiu? Comentaí!

%d blogueiros gostam disto: