Brasil

O Vale do Rio das Antas em Bento Gonçalves

posted by Angie Março 15, 2015 0 comments

Pertinho de Bento Gonçalves, a estrada do Rio das Antas (RS-470) em direção à Veranópolis apresenta uma natureza exuberante e é um MUST para amantes do ecoturismo. Deve ser percorrida com calma, devido às suas curvas e muitos caminhões que passam por ali (se estiver na época da uva, te prepara). Os melhores horários para tirar fotos são logo de manhã e a tardezinha, quando o sol bate no vale de uma forma espetacular e os pirilampos cantam.

Algumas tendas (como os gaúchos chamas as lujinhas da estrada) oferecem uma vista excelente do Vale da Ferradura e do rio das Antas e vendem vários produtos coloniais, como queijos, salames, vinhos, schmias,  lanches simples e caldo de cana.
A Tenda do Teco seria o Mirante da Ferradura, uma sacadinha com algumas mesas e um cenário espetacular.

No caminho, dê uma passadinha na famosa Casa Bucco, fabricante de cachaças artesanais phynas que competem de pau a pau com as mineiras.  A Vinícola Salton também fica por essas bandas. o turismo enogastronomico é forte na região!

Aí fiquei sabendo de uma ponte super estilosa no final do trajeto…quando finalmente vi a ponte…
tirando oculos jurassic park
é praticamente igual a de União!!!
O Vale do Rio das Antas em Bento Gonçalves (2)
No final do trajeto a ponte Ernesto Dornelles ou Ponte do Rio das Antas com todo o seu esplendor.
O Vale do Rio das Antas em Bento Gonçalves ponte uniao da vitoria
Vai dizer, quase igual a de União. Foto: Epxx

Não sou especialista nem nada, mas acho que devido à vazão e força das águas, tanto no Rio das Antas quanto o Rio Iguaçu, escolhiam o arco como estrutural.

Eis uma explicação mais científica da parada via Leme & Ribas

“O arco, com sua forma curva desenvolvida segundo a linha de pressões, devido ao peso próprio, é o tipo estrutural mais apropriado para os materiais de construção denominados “maciços” (pedras, concreto), desde que o terreno de fundação seja resistente e que o empuxo do arco possa ser absorvido por uma fundação economicamente viável. As pontes em arco, executadas com pedras naturais de boa qualidade possuem durabilidade praticamente ilimitada e, via de regra, não necessitam de juntas de dilatação. No caso do concreto, entretanto, é preciso levar em consideração as deformações devido à retração, à variação de temperatura e à fluência, o que tem influência na forma do arco e torna necessária a existência de juntas.”

ponte dos arcos tipos engenharia
Como vocês claramente podem ver, A Ponte Rio das Antas ficou com o design B e são “menos utilizadas uma vez que a interseção do arco com o tabuleiro representa problemas construtivos”.  We got a winner!!!!
aham ponte
Ou seja, só POBREMA. Mas tudo bem que se dane essa vida, não existia limites na década de 40.

A Ponte Rio das Antas demorou em torno de 10 anos para ser construída, pois não decidiam o formato da ponte e imagino que deve ter sido um inferno para calcular essa mistura tirante e pilar na mesma estrutura. Mas depois de tentativa e erro, e algumas mortes, a ponte é cartão postal de Bento Gonçalves e Veranópolis.

Se este post te inspirou, por favor utilize os links abaixo para programar a sua viagem! Assim você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso 🙂 Ah e também me siga no Instagram e no Facebook! Obrigada!viajar-barato-descontoReserve seu hotel ou hostel em qualquer lugar do mundo com o Booking ou no Hostelworld e durma susse!
Seguro Viagem é com a Real Seguros! Compare os melhores preços e viaje suave!
Garanta seu ingresso sem filas! Confira as atrações no Ticketbar
Ganhe 25 dólares no AirBnB

Quer mais do Rio Grande do Sul? Conheça a Rota dos Caminhos de Pedra em Bento Gonçalves

Você também pode gostar de:

Curtiu? Comentaí!

%d blogueiros gostam disto: